Sejam todos muito bem vindos!

Sejam todos muito bem vindos!

Criadouro de Aves Domésticas Ornamentais

Olá!!!

Seja bem-vindo ao nosso BLOG. Aqui, você encontrará dados e informações a respeito das aves que criamos, além de outros assuntos inerentes ao mundo da Ornitologia, ciência que estuda as nossas amadas aves.



30 de jan de 2012

Entrevista para o Portal das Calopsitas

Rodrigo Guerra - Profissão por amor e vocação



Já pensou em trabalhar naquilo que você sempre sonhou? E quantas pessoas conseguiram esse êxito? Que batalharam para conseguir o seu real objetivo?

Estou falando do criador Rodrigo Guerra. Lembro-me como se fosse hoje a palestra improvisada do Rodrigo sobre genética de aves durante um encontro de amigos criadores ocorrido aproximadamente há 10 anos atrás, em São Paulo. Falava com desenvoltura e domínio do assunto, incentivando cada um dos participantes a tirarem suas dúvidas e conclusões.

Alguns anos depois Rodrigo, Engenheiro numa companhia de energia elétrica do Rio de Janeiro, me confidenciaria que o sonho dele era estudar Biologia e fazer desse seu novo projeto de vida sua nova profissão. E foi o que aconteceu.

Atualmente, formado em Biologia, dá aulas na mesma universidade que o diplomou (Universidade Castelo Branco/RJ).  Além disso, formou um Núcleo de Estudos Ornitológicos vinculado ao Instituto Ambiental Goianá.


1 - A partir de qual momento de sua vida você passou a se interessar pelo universo das aves?
Desde criança sempre tive paixão por animais, gostava muito de assistir aos documentários do programa Planeta Vida, na TV MEC. Sempre quis ter animais em casa, mas por morar em apartamento me contentava brincar com os bichos que os meus primos tinham em casa. Em 1986, aos seis anos de idade, meu pai chegou em casa com uma fêmea de periquito australiano lutina, meu primeiro pássaro. Seis anos mais tarde, ganhei uma canária belga, e a seguir um macho belga para formar meu primeiro par de canários. A partir dessa época, sempre tive aves em casa, juntamente com os peixes ornamentais.

2 - Conte-nos sobre sua trajetoria que o levou à criação de aves
Meu pai descobriu a existência de um clube de criadores de canários (CRAC - Canaricultores Roller Associados Cariocas) e me levou até lá. Acredito que meu pai deve ter se arrependido muito do que fez, pois a partir desse dia decidi criar canários (os periquitos eram barulhentos para criar em apartamento). Nunca cheguei a ter um canaril, apenas uns três casais simultâneos, o tal casal de pindorgas e dois de canários de cor (um casal de cobres e outro de amarelos). Minha ansiedade juvenil, aliada à falta de conhecimento técnico, me fez atrapalhou no manejo das aves e perdi muitos ovos e ninhadas. Por essa razão, decidi aprofundar os estudos sobre essa espécie de ave, li livros e revistas que eu conseguia obter na época, visitei outros clubes do Rio de Janeiro (UNCC - União Nacional dos Criadores de Canários (UNCC) e o 3C - Centro de Criadores de Canários) Isso fez com que eu me apaixonasse pela criação animal, principalmente no tocante à genética mendeliana envolvida na criação de aves e demais animais, pois também criei peixes ornamentais como guppies, plattys e espadas.

3 - Você chegou a participar de campeonatos?
Atualmente sou sócio de dois clubes, o 3C (Centro de Criadores de Canários – 3C), do Rio de Janeiro, e o Rio Ornitológico – RIO, da cidade de Maricá – RJ. Já participei do Campeonato Brasileiro 2ª Etapa pelo RIO, mas meus resultados mais expressivos estão no 3C, onde tenho um tenho um Troféu Revelação, um Troféu de Vice-campeão Geral de canários de porte, sou Tricampeão na série Raça Espanhola, e sou Bicampeão no Troféu Eficiência de Canários de Porte.

4 - Quais as dicas que você pode passar às pessoas interessadas em criar aves?
Recomendo a quem queira ingressar neste universo maravilhoso e fascinante da criação de pássaros, que estude muito sobre a ave que deseja criar. Procure um clube ornitológico e visite exposições, conheça outros criadores. Hoje em dia, a internet é um grande aliado, que abriga excelentes informações, mas sempre com muito cuidado porque também há muitas informações incorretas. A leitura e a prática vão lhe dar condições de avaliar tudo. Na internet há muitas comunidades e grupos de discussão sobre criação de aves, e considero um dos caminhos para a obtenção e troca de informações. Eu participo de vários. Durante esse tempo, conheci pessoas que foram e ainda são fundamentais para a minha vida de ornitófilo, como os meus amigos do Grupo Pássaros Exóticos (Yahoo!), onde eu guardo todos com muito carinho no coração. Sem querer cometer injustiças, mas alguns nomes são tão importantes que não posso deixar de mencioná-los, como Paulo Franco, Bea, Kadu, Alcides e você Flavinha. No fórum do Del Rio, também fiz muitos amigos, inclusive o César. Meus amigos do 3C, especialmente o Sérgio Fonte Neri e o Simas, que sempre me apoiaram e meu grande amigo e juiz da OBJO/COM Álvaro Blasina, que sempre me apoiou e me ajuda até os dias de hoje. Eu agradeço o convite para a entrevista e deixo aqui o endereço do meu blog (http://rgc-passaros.blogspot.com), onde poderão encontrar meus contatos e poderemos conversar sobre aves e genética. 
FONTE: http://www.calopsitas.org/entrevistas/35/rodrigo-guerra-profissao-por-amor-e-vocacao

FOTOS DO CRIADOURO EM 2006









FOTOS DO CRIADOURO EM 2005 - 2ª continuação











FOTOS DO CRIADOURO EM 2005 - continuação