Sejam todos muito bem vindos!

Sejam todos muito bem vindos!

Criadouro de Aves Domésticas Ornamentais

Olá!!!

Seja bem-vindo ao nosso BLOG. Aqui, você encontrará dados e informações a respeito das aves que criamos, além de outros assuntos inerentes ao mundo da Ornitologia, ciência que estuda as nossas amadas aves.



18 de jul de 2014

ARTIGO: Seleção Canarinho

Artigo submetido à Revista Eletrônica +Q Informação, onde possuo uma coluna de meio ambiente.

Olá amigo leitor, nos meses de junho e julho, vivemos em nosso país uma edição da Copa do Mundo, onde participaram seleções representando todos os continentes. Algumas seleções possuem apelidos, como a azurra da Itália, celeste do Uruguai e a nossa seleção canarinho.

Por que seleção canarinho? É lógico e óbvio que tem referência ao pássaro canário, cujas cores lembram a camisa amarela da seleção brasileira. Mas, todo canário é amarelo? Mas que canário é este? Só existe uma espécie de canário?

Vamos às respostas:

O nome canário usado para designar o pássaro amarelo esverdeado oriundo do Arquipélago das Canárias, que se situa na costa norte atlântica da África e pertence à Espanha. Lá é o território natural da espécie Serinus canarius, cuja sua descoberta fez com que os europeus os levassem para o continente onde acabaram sendo criados pelo seu canto, cor e forma, se espalhando praticamente em todos os países como uma ave doméstica.

Hoje em dia, existem mais de trinta raças envolvendo inúmeras formas de penas e tamanhos, mais de 500 cores diferentes e raças desenvolvidas visando somente o canto, como o hartz roller, timbrado espanhol, malinois belga, cantor americano e cantor russo, por exemplo.

No Brasil, o Serinus canarius chegou à época colonial, em navios com bandeiras de Portugal e da Bélgica, daí nós aqui, conhecermos estes canários respectivamente como canários do reino ou canários belgas.

Mas aí o amigo leitor pode está se perguntando: “e o tal canário da terra?” Sim, realmente existe o canário da terra, pássaro silvestre que habita a América do Sul em países como Brasil, Venezuela, Perú dentre outros. Seu nome científico é Sicalis flaveola, e nem parente dos Serinus eles são. Os canários da terra são mais primos dos curiós, bicudos, azulões e demais pássaros canoros brasileiros.

Ele recebeu o nome canário em virtude de, mesmo sem serem parentes, ambos os canários são semelhantes e ao se chegarem os belgas, os portugueses descobriram que aqui também tinha um canário, mas não era belga ou do reino, mas sim da própria terra, por isto, canário da terra.

Ambas as espécies são reproduzidas em vários países por criadores que selecionam os indivíduos em função de canto, cor ou forma. Entretanto, para a legislação brasileira, somente os canários dos reinos (Serinus canarius) são considerados animais domésticos, como cães e gatos. A criação dos canários da terra (Sicalis flaveola) só pode ser feita com o registro junto ao IBAMA, sendo considerado crime ambiental sua manutenção em cativeiro sem a devida autorização.



Um grande abraço e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário